FÓRUM MOTOS DAFRA
Seja bem-vindo ao maior fórum aberto sobre as motos Dafra. Junte-se conosco e venha participar, tirar dúvidas e resolver problemas.
Clique em Registrar-se.
Obrigado!
Equipe do Fórum Motos Dafra

A kasinski subiu no telhado...

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Bailarino em Qua Ago 14, 2013 6:11 am

GTR250 nunca custou 13300

ja chegou a quase 18mil

_________________
Exclamation  Exclamation  Exclamation   FIFA! Vai tomar no Fuleco!   Exclamation Exclamation  Exclamation

Copa 2014 custará mais caro que as 3 últimas juntas
avatar
Bailarino
Forista
Forista

Número de Mensagens : 183
Idade : 39
Moto : Outra marca ou ainda não tenho
Data de inscrição : 03/09/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Cassius em Qua Ago 14, 2013 10:34 am

O que quer dizer essa expressão "subiu no telhado" ?

_________________
Vou andar com Café. Pois andar Café não costuma faia. Razz 
avatar
Cassius
Guru
Guru

Número de Mensagens : 1810
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 18/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  alex.ilha em Qua Ago 14, 2013 10:37 am

Cassius, o Pai Fresco! escreveu:O que quer dizer essa expressão "subiu no telhado" ?
Pelo q entendi, é q "ela subiu no telhado" pq tá afim de "se jogar de lá de cima e se matar", kkkkkk. Isso pq primeiro ficou com a imagem manchada com a ameaça de falência. Depois a "auto retirada" ou saída do salão 2 rodas.

Abraço!
avatar
alex.ilha
Forista
Forista

Número de Mensagens : 279
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro, RJ
Moto : Apache 150cc
Data de inscrição : 25/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  jeff em Qua Ago 14, 2013 1:10 pm

Transcrito do blog Historiador do Cotidiano:

O gato subiu no telhado...

É impressionante a quantidade de pessoas que não conhecem a expressão "o gato subiu no telhado". A expressão "subir no telhado" é bastante utilizada para referir-se (de forma irônica) a alguma situação que vai dar meleca. Essa frase se origina de uma piada e virou jargão para prenúncio de uma notícia ruim.

A piada original:

"Um casal dedicava especial atenção e carinho a um gato de estimação. Quando fizeram uma longa viagem de férias, deixaram o gato sob os cuidados da empregada. Após alguns dias, a madame ligou e perguntou sobre como estava o gato. A empregada, então, respondeu:

— Seu gato morreu!

A madame, nervosa e desesperada, entrou em pânico. O marido, também, chocado, repreendeu a empregada, dizendo-lhe que deveria ter sido mais cuidadosa e sensível ao dar a notícia. Ele a instruiu sobre uma forma mais sutil de transmitir tais acontecimentos:

— Você poderia começar dizendo "o gato subiu no telhado". Depois diria que ele se desequilibrou. Em seguida, que caiu do telhado e acabou não resistindo à queda. Seria mais sensível.

Semanas depois, estando ainda de férias, a madame ligou novamente para a empregada e perguntou-lhe se tudo estava bem. A empregada, cuidadosamente, respondeu-lhe:

— As coisas estão indo muito bem. Mas sua mãe subiu no telhado..."

Muitas vezes algumas piadas tradicionais acabam gerando termos ou frases que se tornam populares, deixando de ser necessário o contexto da piada para que ela exista.


Nesse blog você encontra a explicação de muitas outras piadas.

Um abraço,

Jeff
PS: Quem diria, nosso fórum tem corretor ortográfico de chulices.... o texto do blog fala murda com todas as letras, inclusive o E, mas copiado para cá virou automaticamente — meleca.





Que miercoles! Ou nem miercoles se pode falar mais?

Até quando vamos ser moldados de acordo com o pensamento careta dos gringos?

O que um autor escreve deve ser respeitado, isso é CENSURA, censura começa assim e vai se alastrando que nem um câncer. A desgraça maior é que está sendo feita às escondidas, automaticamente, há máquinas decidindo se o que nós escrevemos é aceitável ou não.

Ontem eu encontrei no meu blog uma postagem que está invisível para o google. Sabem por quê? Porque alguém com poderes para interferir no processo não teve inteligência suficiente para entender e confundiu humor com sexismo.

Querem saber? Essa censura ridícula, burra, inumana é que é inaceitável.

Cada vez mais puto com esse estado de coisas,

Jefferson

_________________
A quantidade de óleo de Kansas e Speeds para troca é de 1,2 litro no mínimo, 1,3 litro ideal e 1,4 litro no máximo. Colocar menos que o ideal causará prejuízo com o desgaste dos componentes do motor, o qual poderá travar em alta rotação, colocando sua vida e a de sua garupa em risco. A quantidade recomendada no manual do proprietário está errada e a dafra tem que assumir esse erro, informando a todos os proprietários. O quadro da Kansas está sujeito à quebra e a dafra está substituindo gratuitamente, independente de garantia, desde que você leve a moto com o quadro trincado/quebrado até eles. No entanto, negam indenização a quem se acidente, como aconteceu com o Leão do Asfalto de Sergipe. Eles deveriam fazer um recall com ampla divulgação, mesmo caso da quantidade de óleo. Há vidas em risco e com isso não se brinca nem se pode protelar soluções. Tudo que escrevo representa minha opinião pessoal. Assinado Jeff, proprietário de uma Kansas 2009 com 75.000 km sem problemas de motor (só câmbio) pelo uso correto do óleo.
avatar
jeff
Jedi
Jedi

Número de Mensagens : 10955
Idade : 56
Localização : Santo André / Biritiba - SP / Florianópolis - SC
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 27/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Bailarino em Qua Ago 14, 2013 4:12 pm

se nao me engano essa censura quem controla é o administrador do forum

_________________
Exclamation  Exclamation  Exclamation   FIFA! Vai tomar no Fuleco!   Exclamation Exclamation  Exclamation

Copa 2014 custará mais caro que as 3 últimas juntas
avatar
Bailarino
Forista
Forista

Número de Mensagens : 183
Idade : 39
Moto : Outra marca ou ainda não tenho
Data de inscrição : 03/09/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  L340 em Qua Ago 14, 2013 8:07 pm

jeff escreveu:Será que foi a revista que comeu bola?

Eles dizem que a Comet GT 250 EFI (pelada) custava 12000 reais, e a Comet GT 250R EFI (carenada) 13300 reais. Já a 2 Rodas do mesmo mês dava esse valor, 14.990.

Ou será que o pato sou eu?

Na minha cabeça, de quando fui ver, a pelada custava quase o mesmo que a Fazer, até conversamos sobre isso. E a carenada custava menos que a ninjinha 250. Que custava 14 mil, se não me falha a

Um abraço,

Jeff
Quando eu criei aquele comparativo das Streets até 300 cc, a Naked custava 11 mil, a carenada 15,1 mil e carena duas cores 15,6 mil.
Hoje está a pelada pelo mesmo preço, a carenada tinha baixado 100 reais (grande mehrdafra) e de R$14.990,00 foi pra R$13.990,00 e a com duas cores também tinha baixado um pouco (um pouco menos grande mehrdafra) e de R$15.475,00 foi pra R$14.475,00.

Se realmente fizessem isso, seria por conta de uma troca de gestão, e o nome seria algo como AD ZongShen Kasinski e compraríamos moto no mercado parcelada no cartão de crédito.

Bailarino escreveu:ta errado

essa comet de R$13990 é GTR de 1 cor, nao a naked

e a mirage250 nao baixa pq nao tem concorrente

Ja a GTR250 tem ninjinha e CBR250
Infelizmente não tem mesmo.
Quem perde com isso é o mercado, que vai continuar com pouca opção e preço alto.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  will_santana em Sex Ago 16, 2013 4:39 pm

jeff escreveu:Depois dessa, nem precisa pular.

Perdeu a credibilidade total.

Se um fabricante de motos não tem grana para pagar as contas, e nem sequer para bancar o custo da participação no salão, quem vai botar fé na continuidade da empresa?

Infelizmente, sundownlizou-se.

Agora tem dois caminhos:

Ou os chineses se tocam que têm que inverter o processo e injetam uma grana federal com o lançamento de novas motos fora do salão (torço por essa possibilidade), ou o último a sair que apague as luzes.

Eu acho que eles têm bala na agulha, só este ano estão lançando 7 modelos na China:





Um abraço,

Jeff
PS: Engraçado, parece que já vi aquela moto amarela dali de baixo em algum lugar...
Está indo de mal a pior
Há cerca de um mês eu comecei a ver uma mirage 250. Cheguei a ir na loja da barra ver e quase saí com uma 2011 0km (isso mesmo, 2011 okm) de lá.
Como não sou afoito, fui pra casa pensar. Na segunda-feira seguinte, entrei no site da kasinski pra pegar o telefone da loja para tirar umas dúvidas com o vendedor. Tudo ok
Na terça, como havia perdido o número, entrei no site outra vez pra pegar o mesmo número e fechar o negócio.
Pra minha surpresa (e sorte), até agora, as duas concessionárias da kasinski na cidade do Rio não aparecem mais.
Eu tinha estranhado o nome diferente no letreiro (apesar de citar motos) e a falta, tanto de motos no mostruário quanto do logotipo da fábrica na fachada.
Ao que me consta, parece que a kajin (antiga rede deles na cidade), largou de mão.
Eu que estava dando preferência à moto zero pela garantia, iria me f... já que a concessionária mais próxima agora fica em niterói e se fechar, aí sim vai complicar.

Uma pena. Ótima moto, ótimo preço e tals. Mas ao que tudo indica, este barco está fazendo um bocado de água...

[]s

_________________
***** Tigra Clube Brasil *****

avatar
will_santana
Guru
Guru

Número de Mensagens : 2060
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 01/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  alex.ilha em Sex Ago 16, 2013 4:47 pm

will_santana escreveu:
jeff escreveu:Depois dessa, nem precisa pular.

Perdeu a credibilidade total.

Se um fabricante de motos não tem grana para pagar as contas, e nem sequer para bancar o custo da participação no salão, quem vai botar fé na continuidade da empresa?

Infelizmente, sundownlizou-se.

Agora tem dois caminhos:

Ou os chineses se tocam que têm que inverter o processo e injetam uma grana federal com o lançamento de novas motos fora do salão (torço por essa possibilidade), ou o último a sair que apague as luzes.

Eu acho que eles têm bala na agulha, só este ano estão lançando 7 modelos na China:





Um abraço,

Jeff
PS: Engraçado, parece que já vi aquela moto amarela dali de baixo em algum lugar...
Está indo de mal a pior
Há cerca de um mês eu comecei a ver uma mirage 250. Cheguei a ir na loja da barra ver e quase saí com uma 2011 0km (isso mesmo, 2011 okm) de lá.
Como não sou afoito, fui pra casa pensar. Na segunda-feira seguinte, entrei no site da kasinski pra pegar o telefone da loja para tirar umas dúvidas com o vendedor. Tudo ok
Na terça, como havia perdido o número, entrei no site outra vez pra pegar o mesmo número e fechar o negócio.
Pra minha surpresa (e sorte), até agora, as duas concessionárias da kasinski na cidade do Rio não aparecem mais.
Eu tinha estranhado o nome diferente no letreiro (apesar de citar motos) e a falta, tanto de motos no mostruário quanto do logotipo da fábrica na fachada.
Ao que me consta, parece que a kajin (antiga rede deles na cidade), largou de mão.
Eu que estava dando preferência à moto zero pela garantia, iria me f... já que a concessionária mais próxima agora fica em niterói e se fechar, aí sim vai complicar.

Uma pena. Ótima moto, ótimo preço e tals. Mas ao que tudo indica, este barco está fazendo um bocado de água...

[]s
Verdade Will. Tb sou do RJ e trabalho na Barra. Eu cheguei a ir na concessionária e fiz aquela de interessado, sentei na Mirage 250, na Mirage 150, perguntei preços etc.

Isso faz acho q quase 2 meses. Aí, todos os dias, passando por perto, sempre olhava a concessionária e tb havia reparado que tinha sumido o nome da Kasinski do letreiro. E agora há quase 2 semanas (eu acho) vejo a loja totalmente fechada!

É realmente uma pena!

Obs.: Se vc tiver condição de comprar uma usada, eu acho q tem um cara q estaciona aqui onde coloco minha Kansas, na Península da Barra, que está vendendo uma Mirage 250 Preta 2011, acho que por R$ 8.500,00. Achei o preço excelente, principalmente pelo ano dela. O único acessório instalado por ele foi sissy-bar.

Abraço!
avatar
alex.ilha
Forista
Forista

Número de Mensagens : 279
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro, RJ
Moto : Apache 150cc
Data de inscrição : 25/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Cassius em Sex Ago 16, 2013 4:52 pm

Poha, agora vai ficar só a Horizon 250 no mercado???
Tá de sacanagem...

Valei-me Shadow 600 Roxa...

_________________
Vou andar com Café. Pois andar Café não costuma faia. Razz 
avatar
Cassius
Guru
Guru

Número de Mensagens : 1810
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 18/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  L340 em Sex Ago 16, 2013 6:57 pm

Cassius, o Pai Fresco! escreveu:Poha, agora vai ficar só a Horizon 250 no mercado???
Tá de sacanagem...

Valei-me Shadow 600 Roxa...
Imagina só, se com a Mirage no mercado a Dafra cobra caro naquela moto, imagina sem, irão querer vender ao preço da Sportster, afinal, ela é refrigerada a água, coisa que a Sportster não tem ¬¬

_________________
Vinícius Melo - "Gott Weiss Ich Will Kein Engel Sein"
Leão e sua moto
<---- Blogs ---->
Minha Primeira Moto


Minha moto não está suja, é uma película natural de proteção para a pintura que inclusive não gasta água.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  L340 em Sex Ago 16, 2013 7:08 pm

will_santana escreveu:
jeff escreveu:Depois dessa, nem precisa pular.

Perdeu a credibilidade total.

Se um fabricante de motos não tem grana para pagar as contas, e nem sequer para bancar o custo da participação no salão, quem vai botar fé na continuidade da empresa?

Infelizmente, sundownlizou-se.

Agora tem dois caminhos:

Ou os chineses se tocam que têm que inverter o processo e injetam uma grana federal com o lançamento de novas motos fora do salão (torço por essa possibilidade), ou o último a sair que apague as luzes.

Eu acho que eles têm bala na agulha, só este ano estão lançando 7 modelos na China:





Um abraço,

Jeff
PS: Engraçado, parece que já vi aquela moto amarela dali de baixo em algum lugar...
Está indo de mal a pior
Há cerca de um mês eu comecei a ver uma mirage 250. Cheguei a ir na loja da barra ver e quase saí com uma 2011 0km (isso mesmo, 2011 okm) de lá.
Como não sou afoito, fui pra casa pensar. Na segunda-feira seguinte, entrei no site da kasinski pra pegar o telefone da loja para tirar umas dúvidas com o vendedor. Tudo ok
Na terça, como havia perdido o número, entrei no site outra vez pra pegar o mesmo número e fechar o negócio.
Pra minha surpresa (e sorte), até agora, as duas concessionárias da kasinski na cidade do Rio não aparecem mais.
Eu tinha estranhado o nome diferente no letreiro (apesar de citar motos) e a falta, tanto de motos no mostruário quanto do logotipo da fábrica na fachada.
Ao que me consta, parece que a kajin (antiga rede deles na cidade), largou de mão.
Eu que estava dando preferência à moto zero pela garantia, iria me f... já que a concessionária mais próxima agora fica em niterói e se fechar, aí sim vai complicar.

Uma pena. Ótima moto, ótimo preço e tals. Mas ao que tudo indica, este barco está fazendo um bocado de água...

[]s
A Mirage é minha segunda moto, e se eu for me basear pela experiência da Kansas nova e da Mirage usada, tenho 0% de preferência pra moto nova e em garantia e 100% para moto usada.

Meu gasto com coisas que deveriam durar mais até agora é menos de um décimo do que foi (e ainda está sendo) com a Kansas.

Isso sem contar que garantia é um porre, você tem que convencer a galera que existe problema e se bobear o pessoal mascara pra não resolver (pelo menos comigo foi assim em relação a Dafra).

E se você encarar trazer peças de fora, é a hora certa de pegar Mirage usada, pq o pessoal está com o brioco na mão da Kasinski fechar e estão desesperados pra se desfazer das motos (como se a Kasinski fosse a fonte de vida das motos).

Se o medo da galera é casar com a moto, não há o que temer, pois o comportamento da Kasinski nos últimos tempos fez com que acordássemos de uma bebedeira com uma aliança no dedo. Se divorciar dela hoje ou amanhã não fará grande diferença. O mercado já está inseguro com a marca, é igual tentar vender Kansas, você vende barato ou fica com ela.

_________________
Vinícius Melo - "Gott Weiss Ich Will Kein Engel Sein"
Leão e sua moto
<---- Blogs ---->
Minha Primeira Moto


Minha moto não está suja, é uma película natural de proteção para a pintura que inclusive não gasta água.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Dicas para ajudar a Kasinski

Mensagem  L340 em Sex Ago 16, 2013 8:30 pm

Vou reescrever isso, pois fiz uma dafrada outro dia e apaguei meu post sobre dicas pra salvar a Kasinski (o pior, eu havia escrito no Word e consegui perder).
Estive pensando e cheguei a duas linhas de raciocínio.

1-  Se olhe no espelho e se arrume.


  • Primeira coisa é arrumar aquele site.

Com tanta coisa manchando a imagem da empresa, o pessoal deixa o site capenga daquele jeito?
Não estamos mais na década de 90! Arruma essa porcaria!
Não precisa ser um site cheio de coisas como é o da Honda, pode ser um site fuleiro como é o da Dafra, mas precisa funcionar.
Um Web site largado causa uma má impressão imensa. Algo como: Mandaram embora até o pessoal do Marketing.
Invista em propaganda, Kiss FM não é divulgação. Estamos na era do MP3 há anos!


  • Acompanhe e incentive os fóruns de discussão dos seus produtos, mas não se meta. Muito se descobre nesses espaços, filtre o que é solução e aplique dentro de casa. Veja só a Dafra, investiu muita grana num centro tecnológico e o pessoal dos fóruns que descobriu coisas como a quantidade certa de óleo e especificações do sistema elétrico da Kansas. É bem mais barato pagar um nerd para ficar o dia todo lendo o que o pessoal posta, que um bando de engenheiros que se formaram no "varejão do ensino".



  • Invista na assistência, procure ter oficinas especializadas ou tenha parceria com boas oficinas.



  • E o principal é:

Saia do seu mundinho bonitinho onde só existem seus produtos.
Em Guarulhos temos dois bons exemplos de concessionárias que são lojas multimarca: A GPS Suzuki e a SR / Dafra.

A SR era só uma multimarcas que inseriu uma concessionária Dafra e abraçou a assistência, a GPS eu não conheço o histórico, mas tem de tudo vendendo lá e consertando nas duas, já vi até Triumph.

Sabe no que isso muda para os negócios da marca a qual elas representam?

TUDO.

Imagine só, um sujeito com uma Kansas encosta na Dragster Motos (Kasinski) em Guarulhos e pergunta se a moto pode entrar como parte do pagamento de uma Mirage zero, pretendendo pagar mais uma parte em dinheiro e financiar o resto. Um baita mau negócio, mas quem quer a moto faz. Então o sujeito recebe uma negativa e vai até a SR, que aceita, mesmo pagando pouco pelo fato de ser uma Kansas.

Adivinha só quem vai vender uma moto hoje!

Ah, a GPS está no caminho entre a Dragster e a SR.
Pode ser que eu nem mesmo compre outra Dafra, pode ser que eu saia de lá com uma Harley Davidson, mas isso ajudou a manter a estrutura da loja, isso implica em menor custo embutido sobre motos, peças e serviços da Dafra, ainda traz maior flexibilidade para comercializar a marca.


  • Custo das peças, outro ponto importante.

Um simples filtro de ar da Mirage custa em média 80 reais nas concessionárias Kasinski, enquanto que em um varejista fora do Brasil custa 15 dólares.

Trazendo isso pra cá, praticamente empata, pois tem o custo do frete, mas a Kasinski não compra somente uma peça e muito menos do varejista.

Sabe o que os donos de Mirage fazem?

Adaptam o filtro do Gol, que custa em média 20 reais e normalmente fornece material para 4 trocas.

Gambiarra ou não, a Kasinski deixa de vender a peça.

Se é caro trazer de fora, que tal buscar fornecimento Aftermarket dentro de casa?

É de extremo interesse da Kasinski (ou qualquer outra marca) estimular o comércio paralelo de peças para suas motos, pois isso estimula a venda das motos e pode ser um bom fornecedor para reposição mesmo dentro das concessionárias.

Imagine se por exemplo a Fram ou a Tecfil fornecesse o filtro da Mirage, tanto para a própria Kasinski quanto para as motopeças, com preço mais interessante.

Quem iria gastar tempo com adaptações?

Quem procuraria primeira uma fonte alternativa e somente em último caso compraria na concessionária?

Só não usem o mesmo fornecedor de filtros da Dafra, por favor, eles nem mesmo conseguem fazer a furação correta!

Ou vocês podem seguir outra linha de raciocínio:


2 - Jeitinho Brasileiro



  • Façam muita propaganda.



  • Contratem gente para falar bem da sua marca, independente do seu produto ou do que aconteça.



  • Descubra uma forma de programar problemas no seu produto, de forma que você possa culpar o "utilizador".



  • Forneça um utilitário com esse defeito programado para o governo.



  • Caso alguém perceba, pague alguém para desmentir.



  • Negue até a morte que existe esse problema.



  • Talvez você tenha que incluir alguém no governo na sua folha de pagamento para livrar sua cara, mas daí você fornece mais motos e mais peças e recupera o "investimento".



  • Façam muita propaganda, de preferência abusando de gente famosa e nudez.



  • Recuse garantia a menos que o procon entre na jogada e mascare defeitos para economizar.



  • Voltem atrás com salão, mas ao contrário do que fizeram em 2011, tenham modelos com cara de "café qualquer coisa" com a maior má vontade para distribuir brindes e contrate uma ou duas famosas para chamar a atenção para o outro lado do stand.
    Esse negócio de equipe atenciosa e área para test drive é custo desnecessário.


  • Procure o público certo, o do BBB, o Homer Simpson do Jornal nacional, o do Pânico na TV...


  • Façam propagandas ridículas, chamam mais a atenção do que as boas.

_________________
Vinícius Melo - "Gott Weiss Ich Will Kein Engel Sein"
Leão e sua moto
<---- Blogs ---->
Minha Primeira Moto


Minha moto não está suja, é uma película natural de proteção para a pintura que inclusive não gasta água.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  jeff em Sex Ago 16, 2013 11:24 pm

Nessa última categoria entram as tentativas de fazer vídeos em ritmo de rap que tentam virar viral, pintar a moto que você vende com as cores e a logomarca do concorrente (isso mesmo, falsificação homenagem descarada), e também estacionar motonetas com capa de banco imitação de produtos da luís vuiton (isso mesmo, falsificação homenagem descarada) na primeira vaga de um estacionamento para sair bem na foto, a fim de que repórteres passando ali por acaso fotografem e postem matérias dizendo "olha só que legal o que encontramos por acaso na rua"?

Sobre ela ficar sozinha no mercado com o possível fim da kasinski/mirage, antes precisa ver a que altura da escada ela já subiu.

Se bem que no caso dela, na vida real, só consigo visualizá-la descendo, por qualquer critério e em todos os sentidos.

Um abraço,

Jeff

_________________
A quantidade de óleo de Kansas e Speeds para troca é de 1,2 litro no mínimo, 1,3 litro ideal e 1,4 litro no máximo. Colocar menos que o ideal causará prejuízo com o desgaste dos componentes do motor, o qual poderá travar em alta rotação, colocando sua vida e a de sua garupa em risco. A quantidade recomendada no manual do proprietário está errada e a dafra tem que assumir esse erro, informando a todos os proprietários. O quadro da Kansas está sujeito à quebra e a dafra está substituindo gratuitamente, independente de garantia, desde que você leve a moto com o quadro trincado/quebrado até eles. No entanto, negam indenização a quem se acidente, como aconteceu com o Leão do Asfalto de Sergipe. Eles deveriam fazer um recall com ampla divulgação, mesmo caso da quantidade de óleo. Há vidas em risco e com isso não se brinca nem se pode protelar soluções. Tudo que escrevo representa minha opinião pessoal. Assinado Jeff, proprietário de uma Kansas 2009 com 75.000 km sem problemas de motor (só câmbio) pelo uso correto do óleo.
avatar
jeff
Jedi
Jedi

Número de Mensagens : 10955
Idade : 56
Localização : Santo André / Biritiba - SP / Florianópolis - SC
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 27/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Bailarino em Sab Ago 17, 2013 5:00 am


_________________
Exclamation  Exclamation  Exclamation   FIFA! Vai tomar no Fuleco!   Exclamation Exclamation  Exclamation

Copa 2014 custará mais caro que as 3 últimas juntas
avatar
Bailarino
Forista
Forista

Número de Mensagens : 183
Idade : 39
Moto : Outra marca ou ainda não tenho
Data de inscrição : 03/09/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  jeff em Sab Ago 17, 2013 9:30 am

Nada como começar bem o dia...

Mais ainda depois de ver essa postagem, taí uma pergunta para a dafra responder.

Como proprietário de uma kansas 2009, minha opinião é de que ela não tem respeito pela vida e é omissa quantos aos problemas apresentados pelos produtos que ela colocou no mercado. E dissimulada, ao tentar acobertar (muito mal) o erro do manual do proprietário quanto à quantidade de óleo. E negligente, ao tentar atribuir a quebra dos quadros frágeis (vício oculto) das motos kansas 2008/2009 aos proprietários, por supostamente usarem a moto fora das condições para as quais elas foram projetadas.

Que condições seriam essas, pergunto eu, já que os relatos chegam de todo o país e, que eu saiba, o país é o mesmo para kansas, speeds, apaches, rivas, titans, ybrs, factors, intruders, yeses, e por aí vai... nenhuma delas quebra o quadro, só a kansas e as fan que transportam botijões de gás.

Ou eles provam que os quadros quebrados eram de motos que transportavam botijões de gás, ou assumam a responsabilidade.

Ah, é. Não farão uma coisa nem outra. Na minha opinião, eles cometem uma ação que poderia ser considerada crime em países onde prevalece o respeito às leis.

Mas como eu dizia, nada como começar bem o dia:

Saindo da padaria encontro uma kansas estacionada, era do rapaz que me perguntou outro dia se a moto era boa e eu respondi com o habitual "a moto é boa, mas a dafra é... ". Vocês sabem o que eu penso.

O antigo proprietário teve que fazer o motor e colocou a moto à venda, estava lá a junta novinha da tampa lateral.

Ele estava achando o câmbio muito duro, adivinha por quê?

Acertou, o visor estava vazio de óleo.

Sabe como é, o mecânico consciente colocou apenas o recomendado pela dafra, 1,2 litro de óleo no enchimento de uma carcaça vazia. Usando a lógica de 200 ml a mais do que o máximo para o primeiro abastecimento de uma carcaça vazia, a quantidade correta é de 1,6 litro de óleo no primeiro abastecimento, como o Magdiel constatou esta semana.

Nas próximas trocas, 200 ml sempre ficarão retidos lá dentro em espaços de onde é impossível sair: pistas de rolamentos, cavidades da carcaça fundida e outros recôncavos de peças, então 1,4 litro será suficiente.

Fomos ao posto trocar o óleo, ele comprou 1 litro e eu cedi um resto de 400 ml que eu tinha de óleo 20W-50, já que não vou usar mais pois estou usando óleo para motores de alta quilometragem (Jezebel já não é mais uma jovenzinha, apesar de continuar mandando brasa, móra? (nossa, essa é do fundo do baú... será que alguém ainda sabe o que é um baú?)

Motor com o óleo no nível máximo certinho, expliquei as dicas básicas, e lá foi ele com a moto. Semana que vem ele vai me dizer o que achou da moto agora.

Um abraço,

Jeff
PS: Ontem por acaso eu reli a carta aberta à dafra que escrevi há tanto tempo, e fiquei extremamente raivoso comigo mesmo porque nela eu bato na tecla de 1,2 litro de óleo.

Sou burro, burro, burro.

Devia ter insistido sempre em 1,4 litro, não sei o que me levou a escrever aquilo. Se todo mundo estivesse colocando 1,4 litro, ninguém teria perdido o motor.

Atribuo essa falha inadmissível a um erro de processamento de minha CPU — Cérebro Pouco Utilizável.

Não sei se todo mundo sabe, mas tive um pequeno avc em janeiro de 2010 (acho...), e desde então eu me flagro fazendo comentários que depois percebo que não têm muito sentido ou foram muito mal elaborados, principalmente em sala de aula. Quando escrevo, posso alterar e corrigir frases, alterar a sequência dos blocos, dar uma melhorada no sentido geral.

Mas o que foi falado não tem volta, e isso é muito frustrante. Essa informação do 1,2 litro escapou de revisão.

That's life.

Um abraço, e perdão a todos que não puderam salvar seus motores por esse meu erro,

Jefferson
PS: Droga, meu dia já não está mais tão feliz quanto antes. confused 

_________________
A quantidade de óleo de Kansas e Speeds para troca é de 1,2 litro no mínimo, 1,3 litro ideal e 1,4 litro no máximo. Colocar menos que o ideal causará prejuízo com o desgaste dos componentes do motor, o qual poderá travar em alta rotação, colocando sua vida e a de sua garupa em risco. A quantidade recomendada no manual do proprietário está errada e a dafra tem que assumir esse erro, informando a todos os proprietários. O quadro da Kansas está sujeito à quebra e a dafra está substituindo gratuitamente, independente de garantia, desde que você leve a moto com o quadro trincado/quebrado até eles. No entanto, negam indenização a quem se acidente, como aconteceu com o Leão do Asfalto de Sergipe. Eles deveriam fazer um recall com ampla divulgação, mesmo caso da quantidade de óleo. Há vidas em risco e com isso não se brinca nem se pode protelar soluções. Tudo que escrevo representa minha opinião pessoal. Assinado Jeff, proprietário de uma Kansas 2009 com 75.000 km sem problemas de motor (só câmbio) pelo uso correto do óleo.
avatar
jeff
Jedi
Jedi

Número de Mensagens : 10955
Idade : 56
Localização : Santo André / Biritiba - SP / Florianópolis - SC
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 27/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  alex.ilha em Sab Ago 17, 2013 10:35 am

jeff escreveu:Nada como começar bem o dia...

Mais ainda depois de ver essa postagem, taí uma pergunta para a dafra responder.

Como proprietário de uma kansas 2009, minha opinião é de que ela não tem respeito pela vida e é omissa quantos aos problemas apresentados pelos produtos que ela colocou no mercado. E dissimulada, ao tentar acobertar (muito mal) o erro do manual do proprietário quanto à quantidade  de óleo. E negligente, ao tentar atribuir a quebra dos quadros frágeis (vício oculto) das motos kansas 2008/2009 aos proprietários, por supostamente usarem a moto fora das condições para as quais elas foram projetadas.

Que condições seriam essas, pergunto eu, já que os relatos chegam de todo o país e, que eu saiba, o país é o mesmo para kansas, speeds, apaches, rivas, titans, ybrs, factors, intruders, yeses, e por aí vai... nenhuma delas quebra o quadro, só a kansas e as fan que transportam botijões de gás.

Ou eles provam que os quadros quebrados eram de motos que transportavam botijões de gás, ou assumam a responsabilidade.

Ah, é. Não farão uma coisa nem outra. Na minha opinião, eles cometem uma ação que poderia ser considerada crime em países onde prevalece o respeito às leis.

Mas como eu dizia, nada como começar bem o dia:

Saindo da padaria encontro uma kansas estacionada, era do rapaz que me perguntou outro dia se a moto era boa e eu respondi com o habitual "a moto é boa, mas a dafra é... ". Vocês sabem o que eu penso.

O antigo proprietário teve que fazer o motor e colocou a moto à venda, estava lá a junta novinha da tampa lateral.

Ele estava achando o câmbio muito duro, adivinha por quê?

Acertou, o visor estava vazio de óleo.

Sabe como é, o mecânico consciente colocou apenas o recomendado pela dafra, 1,2 litro de óleo no enchimento de uma carcaça vazia. Usando a lógica de 200 ml a mais do que o máximo para o primeiro abastecimento de uma carcaça vazia, a quantidade correta é de 1,6 litro de óleo no primeiro abastecimento, como o Magdiel constatou esta semana.

Nas próximas trocas, 200 ml sempre ficarão retidos lá dentro em espaços de onde é impossível sair: pistas de rolamentos, cavidades da carcaça fundida e outros recôncavos de peças, então 1,4 litro será suficiente.

Fomos ao posto trocar o óleo, ele comprou 1 litro e eu cedi um resto de 400 ml que eu tinha de óleo 20W-50, já que não vou usar mais pois estou usando óleo para motores de alta quilometragem (Jezebel já não é mais uma jovenzinha, apesar de continuar mandando brasa, móra? (nossa, essa é do fundo do baú... será que alguém ainda sabe o que é um baú?)

Motor com o óleo no nível máximo certinho, expliquei as dicas básicas, e lá foi ele com a moto. Semana que vem ele vai me dizer o que achou da moto agora.

Um abraço,

Jeff
PS: Ontem por acaso eu reli a carta aberta à dafra que escrevi há tanto tempo, e fiquei extremamente raivoso comigo mesmo porque nela eu bato na tecla de 1,2 litro de óleo.

Sou burro, burro, burro.

Devia ter insistido sempre em 1,4 litro, não sei o que me levou a escrever aquilo. Se todo mundo estivesse colocando 1,4 litro, ninguém teria perdido o motor.

Atribuo essa falha inadmissível a um erro de processamento de minha CPU — Cérebro Pouco Utilizável.

Não sei se todo mundo sabe, mas tive um pequeno avc em janeiro de 2010 (acho...), e desde então eu me flagro fazendo comentários que depois percebo que não têm muito sentido ou foram muito mal elaborados, principalmente em sala de aula. Quando escrevo, posso alterar e corrigir frases, alterar a sequência dos blocos, dar uma melhorada no sentido geral.

Mas o que foi  falado não tem volta, e isso é muito frustrante. Essa informação do 1,2 litro escapou de revisão.

That's life.

Um abraço, e perdão a todos que não puderam salvar seus motores por esse meu erro,

Jefferson
PS: Droga, meu dia já não está mais tão feliz quanto antes. confused 
Bem Jeff, não fique se sentindo culpado. Afinal ,mesmo que tenha errado, pelo menos seu erro foi para a quantidade minima para o motor funcionar. E que dizer da Dafra, que orienta seus clientes a colocarem menos até do que o mínimo? Isso sim, é um erro grosseiro e que eles não poderiam cometer, afinal, é uma empresa, de origem conceituada no ramo de automóveis, que decidiu investir no ramo de motocicletas e "investiu na estrutura de sua fábrica em Manaus". Eles contrataram engenheiros, profissionais de marketing, administradores, etc para não haver erro.

Não considero que você tenha cometido erro algum. Pelo contrário, pelo seu conselho, muitos dos proprietários das motos Kansas e Speeds salvaram a vida dos motores de suas motos. Inclusive da minha Kansas.

Abraço e volte a ficar feliz neste dia de sábado!!!!!
avatar
alex.ilha
Forista
Forista

Número de Mensagens : 279
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro, RJ
Moto : Apache 150cc
Data de inscrição : 25/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  jeff em Sab Ago 17, 2013 12:02 pm

Puxa, muito obrigado, Alex!

Não liga não, é que fico meio deprimido às vezes.

Tantas coisas que eu gostaria de ter feito nesta vida, e não dá tempo, tudo aqui neste país é tão arrastado, travado, barrado...

Mas "como um antigo compositor baiano me dizia", "a vida é real e de viés".

Obrigado pelo apoio!

Um abraço,

Jeff

_________________
A quantidade de óleo de Kansas e Speeds para troca é de 1,2 litro no mínimo, 1,3 litro ideal e 1,4 litro no máximo. Colocar menos que o ideal causará prejuízo com o desgaste dos componentes do motor, o qual poderá travar em alta rotação, colocando sua vida e a de sua garupa em risco. A quantidade recomendada no manual do proprietário está errada e a dafra tem que assumir esse erro, informando a todos os proprietários. O quadro da Kansas está sujeito à quebra e a dafra está substituindo gratuitamente, independente de garantia, desde que você leve a moto com o quadro trincado/quebrado até eles. No entanto, negam indenização a quem se acidente, como aconteceu com o Leão do Asfalto de Sergipe. Eles deveriam fazer um recall com ampla divulgação, mesmo caso da quantidade de óleo. Há vidas em risco e com isso não se brinca nem se pode protelar soluções. Tudo que escrevo representa minha opinião pessoal. Assinado Jeff, proprietário de uma Kansas 2009 com 75.000 km sem problemas de motor (só câmbio) pelo uso correto do óleo.
avatar
jeff
Jedi
Jedi

Número de Mensagens : 10955
Idade : 56
Localização : Santo André / Biritiba - SP / Florianópolis - SC
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 27/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  alex.ilha em Sab Ago 17, 2013 12:08 pm

jeff escreveu:Puxa, muito obrigado, Alex!

Não liga não, é que fico meio deprimido às vezes.

Tantas coisas que eu gostaria de ter feito nesta vida, e não dá tempo, tudo aqui neste país é tão arrastado, travado, barrado...

Mas "como um antigo compositor baiano me dizia", "a vida é real e de viés".

Obrigado pelo apoio!

Um abraço,

Jeff
Que isso!! Vc merece, cara!

E além do mais, vc tem muita estrada pra percorrer pela vida!

Abraço!
avatar
alex.ilha
Forista
Forista

Número de Mensagens : 279
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro, RJ
Moto : Apache 150cc
Data de inscrição : 25/01/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  L340 em Sab Ago 17, 2013 4:10 pm

jeff escreveu:Nessa última categoria entram as tentativas de fazer vídeos em ritmo de rap  que tentam virar viral, pintar a moto que você vende com as cores e a logomarca do concorrente (isso mesmo, falsificação homenagem descarada), e também estacionar motonetas com capa de banco imitação de produtos da luís vuiton (isso mesmo, falsificação homenagem descarada) na primeira vaga de um estacionamento para sair bem na foto, a fim de que repórteres passando ali por acaso fotografem e postem matérias dizendo "olha só que legal o que encontramos por acaso na rua"?

Sobre ela ficar sozinha no mercado com o possível fim da kasinski/mirage, antes precisa ver a que altura da escada ela já subiu.

Se bem que no caso dela, na vida real, só consigo visualizá-la descendo, por qualquer critério e em todos os sentidos.

Um abraço,

Jeff
É exatamente disso que estou falando.

_________________
Vinícius Melo - "Gott Weiss Ich Will Kein Engel Sein"
Leão e sua moto
<---- Blogs ---->
Minha Primeira Moto


Minha moto não está suja, é uma película natural de proteção para a pintura que inclusive não gasta água.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  L340 em Sab Ago 17, 2013 4:50 pm

jeff escreveu:Nada como começar bem o dia...

Mais ainda depois de ver essa postagem, taí uma pergunta para a dafra responder.

Como proprietário de uma kansas 2009, minha opinião é de que ela não tem respeito pela vida e é omissa quantos aos problemas apresentados pelos produtos que ela colocou no mercado. E dissimulada, ao tentar acobertar (muito mal) o erro do manual do proprietário quanto à quantidade  de óleo. E negligente, ao tentar atribuir a quebra dos quadros frágeis (vício oculto) das motos kansas 2008/2009 aos proprietários, por supostamente usarem a moto fora das condições para as quais elas foram projetadas.

Que condições seriam essas, pergunto eu, já que os relatos chegam de todo o país e, que eu saiba, o país é o mesmo para kansas, speeds, apaches, rivas, titans, ybrs, factors, intruders, yeses, e por aí vai... nenhuma delas quebra o quadro, só a kansas e as fan que transportam botijões de gás.

Ou eles provam que os quadros quebrados eram de motos que transportavam botijões de gás, ou assumam a responsabilidade.

Ah, é. Não farão uma coisa nem outra. Na minha opinião, eles cometem uma ação que poderia ser considerada crime em países onde prevalece o respeito às leis.

Mas como eu dizia, nada como começar bem o dia:

Saindo da padaria encontro uma kansas estacionada, era do rapaz que me perguntou outro dia se a moto era boa e eu respondi com o habitual "a moto é boa, mas a dafra é... ". Vocês sabem o que eu penso.

O antigo proprietário teve que fazer o motor e colocou a moto à venda, estava lá a junta novinha da tampa lateral.

Ele estava achando o câmbio muito duro, adivinha por quê?

Acertou, o visor estava vazio de óleo.

Sabe como é, o mecânico consciente colocou apenas o recomendado pela dafra, 1,2 litro de óleo no enchimento de uma carcaça vazia. Usando a lógica de 200 ml a mais do que o máximo para o primeiro abastecimento de uma carcaça vazia, a quantidade correta é de 1,6 litro de óleo no primeiro abastecimento, como o Magdiel constatou esta semana.

Nas próximas trocas, 200 ml sempre ficarão retidos lá dentro em espaços de onde é impossível sair: pistas de rolamentos, cavidades da carcaça fundida e outros recôncavos de peças, então 1,4 litro será suficiente.

Fomos ao posto trocar o óleo, ele comprou 1 litro e eu cedi um resto de 400 ml que eu tinha de óleo 20W-50, já que não vou usar mais pois estou usando óleo para motores de alta quilometragem (Jezebel já não é mais uma jovenzinha, apesar de continuar mandando brasa, móra? (nossa, essa é do fundo do baú... será que alguém ainda sabe o que é um baú?)

Motor com o óleo no nível máximo certinho, expliquei as dicas básicas, e lá foi ele com a moto. Semana que vem ele vai me dizer o que achou da moto agora.

Um abraço,

Jeff
PS: Ontem por acaso eu reli a carta aberta à dafra que escrevi há tanto tempo, e fiquei extremamente raivoso comigo mesmo porque nela eu bato na tecla de 1,2 litro de óleo.

Sou burro, burro, burro.

Devia ter insistido sempre em 1,4 litro, não sei o que me levou a escrever aquilo. Se todo mundo estivesse colocando 1,4 litro, ninguém teria perdido o motor.

Atribuo essa falha inadmissível a um erro de processamento de minha CPU — Cérebro Pouco Utilizável.

Não sei se todo mundo sabe, mas tive um pequeno avc em janeiro de 2010 (acho...), e desde então eu me flagro fazendo comentários que depois percebo que não têm muito sentido ou foram muito mal elaborados, principalmente em sala de aula. Quando escrevo, posso alterar e corrigir frases, alterar a sequência dos blocos, dar uma melhorada no sentido geral.

Mas o que foi  falado não tem volta, e isso é muito frustrante. Essa informação do 1,2 litro escapou de revisão.

That's life.

Um abraço, e perdão a todos que não puderam salvar seus motores por esse meu erro,

Jefferson
PS: Droga, meu dia já não está mais tão feliz quanto antes. confused 
Cadê aquele cara que até esses dias estava me falando em atirar a primeira pedra, em aproveitar mais e se preocupar menos?

E se você soubesse quantas vezes eu reviso o meu texto e mesmo assim sai coisa errada.

Relaxa cara, a semente do raciocínio foi plantada de qualquer forma.

Na carta você fala em 1.2, mas em tudo quanto é canto fala em 1.4

Já assistiu "The Inception"?

"Uma ideia é como um vírus. Resistente. Altamente contagioso. A menor semente de uma ideia pode crescer para definir ou destruir você. As menores ideias como... 'Seu mundo não é real'. Um simples pensamento que muda tudo."

Somente o alerta de que é necessário mais já faz com que desperte a curiosidade.

E tem outra que explica como é difícil fazer as pessoas entenderem que precisa de mais óleo:
"Nenhuma idéia é simples, quando você tem que plantá-la na mente de outra pessoa."

_________________
Vinícius Melo - "Gott Weiss Ich Will Kein Engel Sein"
Leão e sua moto
<---- Blogs ---->
Minha Primeira Moto


Minha moto não está suja, é uma película natural de proteção para a pintura que inclusive não gasta água.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  jeff em Sab Ago 17, 2013 7:56 pm

Obrigado, Leão

Liga não, é que entrei numa fase depressiva.

Fico deprimido quando encontro um proprietário de uma kansas de segunda mão, um rapaz que apostou suas economias num meio de transporte contando com a moto para ir ao trabalho, escola, sair com a esposa nos poucos momentos de lazer que nossa vida permite...

Motos de segunda mão, via de regra, são vendidas sem o manual do proprietário, ninguém dá valor.

O segundo, terceiro, quarto, quinto dono não terão acesso ao procedimento correto de medição do nível do óleo. Mesmo que procurem na internet, encontrarão aquela fraude publicada pelo fabricante. Não tem outro nome.

Esse rapaz teve muita sorte, mas e os outros milhares?

O ciclo recomeçará, mais 15 a 20 mil km com a moto dando problemas, esfolando o bolso do proprietário, colocando-se em risco por conta da burrice dos (ir)responsáveis que são proprietários/gerentes dessa empresa.

Sabe o que acontece depois disso?

A imagem de empresa não confiável, que fabrica produtos não confiáveis, se consolida cada vez mais.

E os idiotas incompetentes que tiveram todas as chances de evitar que isso acontecesse, além dessa culpa, passarão a carregar também a de ter afundado a empresa, que poderia ser ganha-pão para milhares de brasileiros, desde os funcionários da linha de montagem até os vendedores de quem a gente costuma falar tão mal, mas que nunca receberam treinamento adequado e nem sabem o que estão vendendo.

Mês passado falei com um vendedor e um ex-mecânico deles, ambos proprietários de kansas. Um passando a moto pra frente (por que será?) e o outro usando apenas 1,2 litro de óleo.

Será que apenas o dono e os incompetentes empregados na engenharia dessa empresa não veem isso?

Que o barco vai afundar que nem a kasinski, e por culpa única e exclusiva deles?

Xórnia, que bando de mané!

Um abraço,

Jeff

_________________
A quantidade de óleo de Kansas e Speeds para troca é de 1,2 litro no mínimo, 1,3 litro ideal e 1,4 litro no máximo. Colocar menos que o ideal causará prejuízo com o desgaste dos componentes do motor, o qual poderá travar em alta rotação, colocando sua vida e a de sua garupa em risco. A quantidade recomendada no manual do proprietário está errada e a dafra tem que assumir esse erro, informando a todos os proprietários. O quadro da Kansas está sujeito à quebra e a dafra está substituindo gratuitamente, independente de garantia, desde que você leve a moto com o quadro trincado/quebrado até eles. No entanto, negam indenização a quem se acidente, como aconteceu com o Leão do Asfalto de Sergipe. Eles deveriam fazer um recall com ampla divulgação, mesmo caso da quantidade de óleo. Há vidas em risco e com isso não se brinca nem se pode protelar soluções. Tudo que escrevo representa minha opinião pessoal. Assinado Jeff, proprietário de uma Kansas 2009 com 75.000 km sem problemas de motor (só câmbio) pelo uso correto do óleo.
avatar
jeff
Jedi
Jedi

Número de Mensagens : 10955
Idade : 56
Localização : Santo André / Biritiba - SP / Florianópolis - SC
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 27/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  L340 em Seg Ago 19, 2013 5:19 pm

Acho que não quebra não, pois além da Itavema, não cometem alguns erros que por exemplo a Kasinski comete.
Posso dizer que metade das dicas que deixei para a Kasinski não servem para a Dafra Twisted Evil 

_________________
Vinícius Melo - "Gott Weiss Ich Will Kein Engel Sein"
Leão e sua moto
<---- Blogs ---->
Minha Primeira Moto


Minha moto não está suja, é uma película natural de proteção para a pintura que inclusive não gasta água.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Convidad em Qua Ago 21, 2013 12:42 pm

Opa,

Se quebrar/fechar uma empresa fosse sinal de alguma coisa nesse país............

Uma porta se fecha e outras mil se abrem..... Vejo por aqui N proprietários de moto e mais um bocado querendo adquirir sua primeira moto...

Não encontro um sequer que trata da aquisição de um bem (uma moto) pensando em comercialização da mesma. Isso é coisa para Lojistas e pessoal do ramo...

Partindo desse ponto... Dane-se se a firma X ou Y fechar... estando com a grana na mão e com o desejo de possuir um bem... vou e compro e foba-se... A única preocupação que tenho é aprender logo (ou buscar trocar idéias o quanto antes com quem saiba) sobre como reparar possíveis falhas.

É isso! Minha opinião!

Minha moto comprei em 04/2010 - 0 Km, é uma Kansas 2008/2009... Nem sabia da existência de Fórum nem nada... Sempre tive aversão a internet e coisas assim (razão pela qual também nnca me preocupei em pesquisar previamente). Apenas ajuntei uma mixaria, analisei minhas possibilidades fui e comprei a moto. Durante muitos meses utilizei ela apenas pra ir ao trabalho até que então comecei a me enturmar com um pessoal que passeava também. Foi quando conheci muita gente e aprendi demais com todos.

Daí eu me pergunto... Mesmo sabendo de tudo que acontece e aconteceu com a Kansas eu ainda compraria uma??? A resposta é SIM. Pois como falei antes... Estou dando de ombro pra CC ou pra marca... meu interesse foi tão somente na moto. Com todos os defeitos, qualidades e problemas...
Fui "enganado" no ato da compra? SIM, afinal me venderam como 0 Km uma moto de edição anterior. E só me comentaram isso no ato da entrega do bem.

Não quero que isso pareça que minha opinião seja que a Dafra esta certa em se omitir... pelo contrário! Ela infelizmente mostrou e não faz questão nenhuma de mudar isso de que é uma empresa onde não se pode confiar messssmo.

Por isso me divirto com comentários do tipo... "estou vendendo dando minha moto, porque fiquei sabendo que mês que vem a marca vai fechar ou coisa do tipo!". Lamento por certas pessoas pensarem assim.

Sou criado dentro de caminhão (velho) até por conta desse ser o ofício de meu pai. Sempre soube que marcas boas e acima de qualquer dúvida são Mercedes, Scania e Volvo. Com o passar do tempo e outras marcas lutando para conquistar um espaço ao Sol tenho visto muitas outras marcas aparecendo nas ruas... o que seriam delas se todos ficassem na mesmice????
Aprendi a dirigir caminhão num FNM e num Fiat 180... Há mais de 25 anos não produzem mais veículos desses a Fiat caminhões parou suas atividades, voltando apenas recentemente com a Iveco (que nada tem a ver com os tipos de caminhões produzidos antes) e até hoje vejo nas ruas (com muito respeito) pessoas trabalhando e ganhando a vida em cima de seus Fietões 1900 e nada e muitos em condições de uso melhores que muito carro novo de ano.

Será que o fabricante atende a esses poucos??? Duvido.
Essa conservação se deve ao dono. Isso se chama proprietário.

Essa é apenas uma opinião minha! Respeito as demais.


Abraço,

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Dan Floripa em Qua Ago 21, 2013 1:06 pm

Edifrans escreveu:Opa,

Se quebrar/fechar uma empresa fosse sinal de alguma coisa nesse país............

Uma porta se fecha e outras mil se abrem..... Vejo por aqui N proprietários de moto e mais um bocado querendo adquirir sua primeira moto...

Não encontro um sequer que trata da aquisição de um bem (uma moto) pensando em comercialização da mesma. Isso é coisa para Lojistas e pessoal do ramo...

Partindo desse ponto... Dane-se se a firma X ou Y fechar... estando com a grana na mão e com o desejo de possuir um bem... vou e compro e foba-se... A única preocupação que tenho é aprender logo (ou buscar trocar idéias o quanto antes com quem saiba) sobre como reparar possíveis falhas.

É isso! Minha opinião!

Minha moto comprei em 04/2010 - 0 Km, é uma Kansas 2008/2009... Nem sabia da existência de Fórum nem nada... Sempre tive aversão a internet e coisas assim (razão pela qual também nnca me preocupei em pesquisar previamente). Apenas ajuntei uma mixaria, analisei minhas possibilidades fui e comprei a moto. Durante muitos meses utilizei ela apenas pra ir ao trabalho até que então comecei a me enturmar com um pessoal que passeava também. Foi quando conheci muita gente e aprendi demais com todos.

Daí eu me pergunto... Mesmo sabendo de tudo que acontece e aconteceu com a Kansas eu ainda compraria uma??? A resposta é SIM. Pois como falei antes... Estou dando de ombro pra CC ou pra marca... meu interesse foi tão somente na moto. Com todos os defeitos, qualidades e problemas...
Fui "enganado" no ato da compra? SIM, afinal me venderam como 0 Km uma moto de edição anterior. E só me comentaram isso no ato da entrega do bem.

Não quero que isso pareça que minha opinião seja que a Dafra esta certa em se omitir... pelo contrário! Ela infelizmente mostrou e não faz questão nenhuma de mudar isso de que é uma empresa onde não se pode confiar messssmo.

Por isso me divirto com comentários do tipo... "estou vendendo dando minha moto, porque fiquei sabendo que mês que vem a marca vai fechar ou coisa do tipo!". Lamento por certas pessoas pensarem assim.

Sou criado dentro de caminhão (velho) até por conta desse ser o ofício de meu pai. Sempre soube que marcas boas e acima de qualquer dúvida são Mercedes, Scania e Volvo. Com o passar do tempo e outras marcas lutando para conquistar um espaço ao Sol tenho visto muitas outras marcas aparecendo nas ruas... o que seriam delas se todos ficassem na mesmice????
Aprendi a dirigir caminhão num FNM e num Fiat 180... Há mais de 25 anos não produzem mais veículos desses a Fiat caminhões parou suas atividades, voltando apenas recentemente com a Iveco (que nada tem a ver com os tipos de caminhões produzidos antes) e até hoje vejo nas ruas (com muito respeito) pessoas trabalhando e ganhando a vida em cima de seus Fietões 1900 e nada e muitos em condições de uso melhores que muito carro novo de ano.

Será que o fabricante atende a esses poucos??? Duvido.
Essa conservação se deve ao dono. Isso se chama proprietário.

Essa é apenas uma opinião minha! Respeito as demais.


Abraço,

Um Fenemê ( Alfa - FNM ou Fábrica Nacional de Motores) ou um FIAT reduzido é punk, o cara tem que ser um polvo para dirigi-lo!! \0/.

Concordo contigo Edi, ainda estou de olho m uma Next que está lá na Simotos do Kobrasol, eu passo na frente da loja e, ela me olha pedindo para eu a retirá-la do cárcere em que ela se encontra!. Porém ainda estou levantando informações de peças paralelas/compatíveis. A pesar da patroa estar querendo comprar uma carro novo e, querendo deixar a moto de lado.

Um abraço!

Dan.
avatar
Dan Floripa
Guru
Guru

Número de Mensagens : 4109
Idade : 36
Localização : Florianópolis
Moto : Speed 150cc
Data de inscrição : 27/04/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  L340 em Qua Ago 21, 2013 2:34 pm

Dan Floripa escreveu:
Edifrans escreveu:Opa,

Se quebrar/fechar uma empresa fosse sinal de alguma coisa nesse país............

Uma porta se fecha e outras mil se abrem..... Vejo por aqui N proprietários de moto e mais um bocado querendo adquirir sua primeira moto...

Não encontro um sequer que trata da aquisição de um bem (uma moto) pensando em comercialização da mesma. Isso é coisa para Lojistas e pessoal do ramo...

Partindo desse ponto... Dane-se se a firma X ou Y fechar... estando com a grana na mão e com o desejo de possuir um bem... vou e compro e foba-se... A única preocupação que tenho é aprender logo (ou buscar trocar idéias o quanto antes com quem saiba) sobre como reparar possíveis falhas.

É isso! Minha opinião!

Minha moto comprei em 04/2010 - 0 Km, é uma Kansas 2008/2009... Nem sabia da existência de Fórum nem nada... Sempre tive aversão a internet e coisas assim (razão pela qual também nnca me preocupei em pesquisar previamente). Apenas ajuntei uma mixaria, analisei minhas possibilidades fui e comprei a moto. Durante muitos meses utilizei ela apenas pra ir ao trabalho até que então comecei a me enturmar com um pessoal que passeava também. Foi quando conheci muita gente e aprendi demais com todos.

Daí eu me pergunto... Mesmo sabendo de tudo que acontece e aconteceu com a Kansas eu ainda compraria uma??? A resposta é SIM. Pois como falei antes... Estou dando de ombro pra CC ou pra marca... meu interesse foi tão somente na moto. Com todos os defeitos, qualidades e problemas...
Fui "enganado" no ato da compra? SIM, afinal me venderam como 0 Km uma moto de edição anterior. E só me comentaram isso no ato da entrega do bem.

Não quero que isso pareça que minha opinião seja que a Dafra esta certa em se omitir... pelo contrário! Ela infelizmente mostrou e não faz questão nenhuma de mudar isso de que é uma empresa onde não se pode confiar messssmo.

Por isso me divirto com comentários do tipo... "estou vendendo dando minha moto, porque fiquei sabendo que mês que vem a marca vai fechar ou coisa do tipo!". Lamento por certas pessoas pensarem assim.

Sou criado dentro de caminhão (velho) até por conta desse ser o ofício de meu pai. Sempre soube que marcas boas e acima de qualquer dúvida são Mercedes, Scania e Volvo. Com o passar do tempo e outras marcas lutando para conquistar um espaço ao Sol tenho visto muitas outras marcas aparecendo nas ruas... o que seriam delas se todos ficassem na mesmice????
Aprendi a dirigir caminhão num FNM e num Fiat 180... Há mais de 25 anos não produzem mais veículos desses a Fiat caminhões parou suas atividades, voltando apenas recentemente com a Iveco (que nada tem a ver com os tipos de caminhões produzidos antes) e até hoje vejo nas ruas (com muito respeito) pessoas trabalhando e ganhando a vida em cima de seus Fietões 1900 e nada e muitos em condições de uso melhores que muito carro novo de ano.

Será que o fabricante atende a esses poucos??? Duvido.
Essa conservação se deve ao dono. Isso se chama proprietário.

Essa é apenas uma opinião minha! Respeito as demais.


Abraço,
Um Fenemê ( Alfa - FNM ou Fábrica Nacional de Motores) ou um FIAT reduzido é punk, o cara tem que ser um polvo para dirigi-lo!! \0/.

Concordo contigo Edi, ainda estou de olho m uma Next que está  lá na Simotos do Kobrasol, eu passo na frente da loja e, ela me olha pedindo para eu a retirá-la do cárcere em que ela se encontra!. Porém ainda estou levantando informações de peças paralelas/compatíveis. A pesar da patroa estar querendo comprar uma carro novo e, querendo deixar a moto de lado.

Um abraço!

Dan.
Num póóóóóde, tem que ter motoca também pow!

_________________
Vinícius Melo - "Gott Weiss Ich Will Kein Engel Sein"
Leão e sua moto
<---- Blogs ---->
Minha Primeira Moto


Minha moto não está suja, é uma película natural de proteção para a pintura que inclusive não gasta água.
avatar
L340
Guru
Guru

Número de Mensagens : 3821
Idade : 35
Localização : Guarulhos - SP
Moto : Kansas 150cc
Data de inscrição : 07/10/2010

http://leaoesuamoto.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A kasinski subiu no telhado...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum